Histórias em Foco

Viajar no futuro, hoje

Seamless Mobility

 

Localizada na Côte d’Azur, um dos destinos mais sofisticados do mundo, a cidade de Nice abriu o caminho do futuro com o primeiro serviço comercial na Europa onde telemóveis funcionam como cartões de transporte  contactless.

Baseado na tecnologia Near Field Communication (NFC), o sistema permite comprar e validar títulos de transporte usando simplesmente o telemóvel. Graças a esta tecnologia, isto pode ser feito de forma tão segura e rápida como com os cartões de transporte convencionais.

A Novabase implementou toda a plataforma de back-office, combinando diferentes áreas de conhecimento como mobilidade multimodal e mobile ticketing. De facto, é isto que temos feito nos últimos 20 anos: criar soluções inovadoras para os transportes públicos!

Historial da Novabase em bilhética

 

2.000.000+ passageiros por dia

10.000+ pontos de venda

Gerir um ex-libris

250 pontos de venda, 1700 validadores, 800 terminais de venda a bordo, 9 máquinas automáticas de prestação de contas e 70 terminais de fiscalização depois, que diferença!

 

Carris Ticketing System

Desenvolver um novo sistema de bilhética para a Carris foi um desafio e tanto.

Com mais de 800 veículos, entre autocarros, elevadores urbanos e eléctricos (incluindo aqueles mais pitorescos que são um ex-libris de Lisboa) e transportando perto de 1 milhão de passageiros em 700 viagens por dia, a Carris opera há mais de um século. É hoje o maior operador de transportes públicos em Portugal.

A ambição do projecto era usar a bilhética para optimizar todos os sistemas de suporte da companhia. O ponto de partida: um complicado processo baseado em suportes de papel, com os 2000 condutores a receber o dinheiro dos passageiros. O que signicava um trabalho manual com muitos níveis de controlo.

As vendas de bilhetes são agora feitas através de redes de terceiros, como os correios ou caixas automáticas. Os sistemas financeiro, administrativo e operacional estão integrados: A Carris sabe a cada momento onde está um veículo e quantos passageiros transporta. A integração com o sistema de compensação intermodal de Lisboa está também assegurada.

Além de seguro e fácil de controlar, o sistema passou a ser uma valiosa fonte de informação para a gestão. E, como cereja no topo do bolo, conquistou os seus utilizadores mais intensivos: os agentes envolvidos nos processos de bilhética, que ficaram satisfeitíssimos com a sua nova forma de trabalhar, muito mais fácil e funcional.

Trabalhar para as férias

Tenerife Light Rail

 

Capital da maior ilha das Canárias, Santa Cruz de Tenerife tem 230 mil habitantes e recebe anualmente milhões de turistas em busca de umas férias tranquilas.

Como parte do consórcio que construiu o metro ligeiro da cidade, o papel da Novabase era garantir que a bilhética do novo sistema de transporte era implementada com essa mesma tranquilidade.

O que significava, por um lado, montar toda a solução de uma ponta a outra, garantindo uma integração perfeita entre as 43 máquinas de venda de bilhetes, os 240 validadores, os 20 computadores de bordo, os 10 terminais portáteis de fiscalização, o posto de serviço ao cliente e a gestão central.

Por outro lado, implicava a agilidade para resolver os imprevistos que sempre surgem num projecto desta dimensão. Por exemplo, fazer com que o novo sistema fosse compatível com os bilhetes já utilizados pelos clientes.

Ao implementar de raiz uma solução de bilhética funcional, integrada e passível de evolução para um sistema multimodal, a Novabase deu aos seus parceiros de consórcio e à cidade de Santa Cruz o mesmo que Tenerife dá aos seus visitantes: descanso.

Uma boa viagem começa em casa

Portal VIVA 

 

VIVA é a marca dos cartões e serviços intermodais geridos pela OTLIS, um consórcio de operadores de transportes públicos em Lisboa. Através do portal VIVA, comprar cartões e carregar neles os bilhetes é agora muito mais fácil: pode ser feito em casa, a qualquer hora.

 

A Novabase foi responsável pelo front-end do portal, assegurando a sua usabilidade, segurança e perfeita ligação com os sistemas de informação do back-office.

 

IT Contracting / Turnkey Projects

Reinventar o ar

 

Com taxas de tráfego que se prevê duplicarem em 2020 face a 2009, a Europa tem um dos espaços aéreos mais congestionados do mundo.

Geridas por uma manta de retalhos de 27 diferentes sistemas de controlo aéreo nacionais, as rotas europeias são, em média, 30 milhas mais longas do que o necessário. E os atrasos nos voos não afectam apenas os passageiros, custando às companhias aéreas milhares de milhões por ano.

 

Finalmente isto está a mudar. Ao integrar a gestão do espaço aéreo europeu, a iniciativa Single European Sky virá aumentar o espaço disponível para voos e a capacidade dos aeroportos, trazendo nova eficiência e segurança ao sector. Também reduzirá o consumo de combustível, os tempos de espera, as emissões de CO2 e os índices de ruído.

 

O braço tecnológico da iniciativa é o SESAR – Single European Sky Air Traffic Management Research: um projecto de 2,1 mil milhões de euros para viabilizar a revolução tecnológica que vai permitir sincronizar a gestão do tráfego aéreo na Europa.

 

Já tínhamos visto as fronteiras caírem no solo europeu. Agora, é com orgulho que vamos ajudar a removê-las também do céu.

A Novabase juntou-se a este vital esforço europeu. Temos ajudado companhias aéreas, fabricantes de aviões, empresas de controlo de tráfego e aeroportos a adaptarem os seus sistemas aos requisitos do SESAR, em áreas como a optimização de rotas, a integração de aeronaves não tripuladas em espaço não-segregado ou o controlo de emissões.

Com uma equipa dedicada a seleccionar os melhores especialistas, uma rede internacional de parceiros científicos e tecnológicos e uma presença significativa nos países europeus mais importantes, também temos apoiado o transporte aéreo com a integração de informação meteorológica em tempo real, complexos projectos de infra-estruturas de TI, formação assistida por computador e sistemas de simulação.