NOVABASE

NOVABASE

CABEÇALHO

MENU PRINCIPAL

CAMINHO PERCORRIDO

CONTEÚDOS

  • 2013-01-18 | Novabase


    Processo de formação durou uma semana e incluiu trabalho de campo no aeroporto.

    The Lisbon MBA e Novabase apresentam soluções a CEOs da TAP, SATA e ANA​



    "Como melhorar a experiência no aeroporto de Lisboa" foi o tema central de uma formação inovadora que a Novabase realizou em parceria com o The Lisbon MBA.​

    Esta formação, destinada aos alunos deste programa, teve como base a metodologia de Design Thinking​, uma forte aposta da Novabase para o desenvolvimento de soluções centradas nas pessoas. 


    Uma semana de formação em Design Thinking, um dia passado no aeroporto de Lisboa a falar com passageiros e profissionais e a construção de protótipos para testar as várias ideias. Este foi o processo que os alunos tiveram que passar, para, no final da semana, apresentar os seus projectos de 

    negócio aos CEOs e responsáveis de topo da TAP, SATA e ANA. Entre as várias ideias, contaram-se formas de dinamizar o aeroporto com flash shows; gadgets futuristas para disponibilizar informação aos passageiros; mobiliário para modernizar o espaço ou serviços personalizados para um segmento premium. 


    Nuno Couceiro, Diretor Executivo do The Lisbon MBA, explicou: “O nosso objetivo com esta parceria era colocar os nossos alunos face a uma situação de negócio real, de forma a poderem pôr em prática todas as competências que desenvolveram e conceitos que aprenderam durante o MBA. 


    ​​​​​​​​
  • ​​
    O desafio tinha uma dificuldade acrescida, porque os alunos tinham de apresentar ideias inovadoras, mas também um modelo de negócio completo perante os próprios CEOs das empresas, numa altura em que o seu negócio está a ser amplamente debatido. Para além disso, foi uma semana de formação intensiva, em que tiveram que passar por várias experiências, desenvolvendo os seus soft skills e a capacidade de trabalhar em grupo.” 


    Pedro Janeiro, Head of Business Design da Novabase, sublinhou: ”É sempre impressionante o que se pode aprender ao olhar para um aeroporto com olhos de designer – as oportunidades de negócio estão por toda 

    a parte e os alunos geraram muitas mais ideias do que aquelas que puderam trabalhar em uma semana. Nos primeiros dois dias o ritmo foi alucinante, mostrando que é possível fazer muitíssimo em pouco tempo. O modelo de negócio foi desenvolvido ao 3º dia, e no 4º dia estavam a definir o que seria uma start-up para levar as ideias à prática. No fim, todos perceberam o essencial – é fácil ter ideias, o que é difícil é descobrir problemas verdadeiramente bons e ter a capacidade empreendedora de os resolver. Para tudo isto, o Design Thinking mostrou o caminho a seguir.”

    Hugo Damásio, um dos alunos do The Lisbon MBA envolvidos no projeto concluiu:

    “Esta abordagem acaba por incluir todos os passos no ciclo da resolução de um problema. ​


    Tivemos que ir ao terreno, ver todos os pontos de vista existentes e daí gerámos várias ideias. Depois vimos que ideias seriam exequíveis e pudemos apresentar um produto final. Foi também gratificante poder obter feedback em tempo real por parte dos CEOs das empresas e verificar que algumas das nossas ideias eram válidas e poderiam ser postas em prática, principalmente quando tivemos um espaço de tempo tão curto para as desenvolvermos.”​

     

     

     
  • ​​
    O Design Thinking é uma abordagem poderosa para o desenvolvimento de soluções disruptivas e verdadeiramente inovadoras. 


    Esta metodologia tem sido implementada e desenvolvida em Portugal pela Novabase, a partir o método da Stanford Design School. O objectivo é encontrar formas mais simples de trabalhar, garantindo que as necessidades dos clientes são amplamente compreendidas e criativamente solucionadas.




     

     

     
    ​​

RODAPÉ